Coleção Hangar43

Ícones atemporais do mobiliário

Mesa Lateral

por Zanine Caldas

MEDIDAS

Largura 60 cm

Profundidade 60 cm

Altura 58 cm

Sobre o produto

A mesa lateral Zé, criada por Zanine de Caldas exemplifica o título de “mestre da madeira”.

Assim como outros produtos do designer, a mesa lateral Zé promove a integração da experiência artesanal tradicional brasileira e do movimento moderno de forma singular.

Sobre o Designer

O baiano de Belmonte Zanine Caldas é realmente um artista completo. Maquetista, arquiteto, paisagista, artista cerâmico, escultor e designer, sempre cauteloso trilhou sua trajetória passo a passo. Em seu primeiro emprego como maquetista, precisou desenvolver várias pesquisas que envolviam a madeira laminada. Aos poucos ele notou que a madeira compensada era mais interessante pois conseguia reproduzir… Ver artigo

O baiano de Belmonte Zanine Caldas é realmente um artista completo. Maquetista, arquiteto, paisagista, artista cerâmico, escultor e designer, sempre cauteloso trilhou sua trajetória passo a passo. Em seu primeiro emprego como maquetista, precisou desenvolver várias pesquisas que envolviam a madeira laminada. Aos poucos ele notou que a madeira compensada era mais interessante pois conseguia reproduzir com mais fidelidade as idéias do arquiteto.

Uma de suas primeiras peças em 1948, foi criada para uso próprio. Pouco depois disso ele abriu uma fábrica que ficou conhecida como Móveis Artísticos Z. Essa sua novidade “tecnológica” no mobiliário, interessou bastante a classe média.  As cores eram vivas, o material popular com dimensões menores, adaptando-se facilmente aos ambientes mais populares da época, os apartamentos.

Zanine foi um dos primeiros a acreditar na industrialização, e em busca de um melhor preço abriu mão do artesanal e implantou em sua linha de produção os princípios da modulação e do aproveitamento completo das chapas de compensado. Os módulos eram parafusados e a forração em geral, feita por tecido sem costura como a lona, lonita listrada e plásticos pregados com tachinhas.

 

“Para meu pai, mais importante que o notório saber era o notório fazer” — Zanini de Zanine, filho de Zanine Caldas

Mesa Lateral